Eldest – Christopher Paolini

Eldest - Christopher Paolini
Eldest – Christopher Paolini

Nesta nova aventura Eragon esta mais forte e continua seu treinamento com os elfos com os quais aprende mais e mais a cada dia e acaba sendo surpreendido quando descobre que ele não é o ultimo cavaleiro de dragão, contudo a grande surpresa deste livro esta em Roran, seu primo que acaba de mostrando um grande estrategista e excelente guerreiro.

Roran acaba sendo parte essencial para a luta contra Galbatorix, se mostrando a cada dia um melhor líder em batalha, ao mesmo tempo o líder dos Varden morre e sua jovem filha acaba assumindo a liderança dos exércitos, o que aparentemente seria desastroso acaba mudando a historia totalmente pra algo mais complexo, onde cada movimento do exercito terá um resultado daqui dias ou meses, a guerra acaba se tornando um duelo de xadrez.

O segundo livro da serie nos transporta para o inicio da grande batalha, Eragon esta envolvido com um treinamento rigoroso onde ele acaba sendo levado ao extremo, uma vez que os elfos acham a ideia de um cavaleiro de Dragão humano ridícula e não conseguem acreditar que todas as esperanças de destruir o mal estão num simples garoto, contudo o esforço de Eragon assim como a surpresa dos elfos é sublime.

Como já havia comentado sobre o livro anterior da serie, Eldest é totalmente viciante , quando se pega o livro e se inicia a viagem pelo mundo criado por Paolini simplesmente é muito difícil de sair, é o tipo de livro que quanto mais perto do fim você chega mais lento fica a leitura para que dure mais.

Anúncios

A arte da guerra moderna – Mark Mcneilly

A arte da guerra moderna - MARK MCNEILLY
A arte da guerra moderna - MARK MCNEILLY

Trata-se dos conceitos da guerra feitos pela vida de batalhas de Sun Tsu nas guerras atuais, esta ponde é feita por Mark com imensa riqueza de detalhes.

O mais interessante é que este antigo pergaminho escrito por Sun Tsu tem mais de 1000 anos e ainda hoje é estudado por escolas militares como sendo uma das principais formas de estudo.

Mostra como encontrar pontos fracos, os tipos de guerra, focos em batalhas, os principais erros e tudo o que envolve estes fatos.

Mostra pontos da historia onde estes fatos aconteceram, pontos recentes como as grandes guerras dentre outras.

As formas de como agir servem como modo de vida, não apenas em guerra como em momentos dificeis pensar na melhor maneira, ou seja não mais rapida e menos custosa de atingir um determinado objetivo, como focar e descobrir os pontos fracos dos maiores desafios, e principalmente como usar os pontos contras a seu favor.

A leitura apesar de ser um pouco massante é bem legal, é massante pois envolve muitas datas e o autor é muito detalhista.

Mais no demias eu recomendo.

O Caçador de Pipas – Khaled Hosseini

O livro em si na minha opnião não é tão bom como tantas pessoas dizem, ele é muito massante demora muito pra acontecer alguma coisa, o meio do livro que começa a ficar legal e logo em seguida esfria novamente.
Claro, tambem tem sua parte interessante mais o foco principal é mostrar a cultura dos afegãos e do conflito de
uma dupla de amigos sendo um rico e um pobre, na historia o garoto pobre (Hassan) vai atras de uma pipa que é o simbolo da vitoria para entregar ao amigo Amir que é o garoto rico e acaba apanhando e sendo violentado por um terceiro garoto, enquanto Amir com medo apenas assisti a cena.
Hassan esconde o que aconteceu com ele proprio e amir fica (durante o livro todo) se remoendo de porque não tinha ajudado ao amigo e tambem porque não tinha contato ao pai sobre o ocorrido.
O livro conta a historia dos personagens desde crianças (que é a época do ocorrido) até o fim de suas vidas, o apice da historia é quando um deles acaba morrendo e outro tenta correr atras do tempo perdido.
Leiam e tirem suas opniões, a minha é que poderia ser um pouco mais empougante, mais no geral a historia não é tão
má assim.
Abraço Galera.
O caçador de pipas - Khaled Hosseini
O caçador de pipas - Khaled Hosseini

O livro em si na minha opnião não é tão bom como tantas pessoas dizem, ele é muito maçante demora muito pra acontecer alguma coisa, o meio do livro  começa a ficar legal e logo em seguida esfria novamente.

Claro, também tem sua parte interessante mais o foco principal é mostrar a cultura dos afegãos e o conflito de

uma dupla de amigos sendo um rico e um pobre. Na história o garoto pobre (Hassan) vai atrás de uma pipa que é o simbolo da vitória para entregar ao amigo Amir que é o garoto rico e acaba apanhando e sendo violentado por um terceiro garoto, enquanto Amir com medo apenas assiste a cena.

Hassan esconde o que aconteceu com ele próprio e Amir fica (durante o livro todo) se remoendo de porque não tinha ajudado o amigo e porque não tinha contato ao pai sobre o ocorrido.

O livro relata a vida dos personagens desde a infância (que é a época do ocorrido) até o fim de suas vidas, o ápice da história é quando um deles acaba morrendo e outro tenta correr atrás do tempo perdido.

Leiam e tirem suas próprias conclusões. A minha é que poderia ser um pouco mais empolgante, mais no geral a história não é tão

má assim.

Abraço Galera.